Memória Celular

Nosso corpo carrega a memória da nossa história em cada célula do sistema ósseo, muscular, nervoso e visceral. Emoções, sentimentos e lembranças são guardados no corpo. Cada cicatriz revela as provas que passamos. Cada marca, a história que vivemos.

O toque pode curar. Ao tocar o corpo de uma pessoa podemos acessar esta memória e trazer estas informações em nível do consciente para que elas não somatizem mais no físico, pois isto leva a dor e a doenças.

Hoje sabemos, devido ao estudo da embriologia, que a pele é a continuidade do sistema nervoso, nela há diversos receptores que captam os estímulos externos= informação. A pele é o nosso maior órgão sensitivo e a que mais tem memória. Neste sentido podemos entender a importância do toque, desde o desenvolvimento do bebê até a vida adulta.

“O toque emite fótons de luz, chamado biofótons e esses são capazes de serem transmitidos através do tecido humano por meio de um processo chamado super radiância.”